A personagem feminina na literatura infantil: identidade e representação

  • Júlia Porto

Resumen

Nos últimos anos, viemos acompanhando o aumento da força de mobilização das redes sociais. Conforme o ambiente virtual toma formas de espaço público, minorias e maiorias historicamente subestimadas pelas classes dominantes reivindicam seu “lugar de fala”, direitos e espaços de (r)existência. Nesse processo, os debates gerados pelo movimento feminista vêm se aproximando dos veículos tradicionais de comunicação, em especial a televisão, e suas demandas têm gerado reflexões sociais importantes para o desenvolvimento de uma sociedade calcada em valores mais igualitários entre os gêneros, que chegam também à infância e à maneira como nossas crianças são e serão criadas daqui em diante.
Publicado
2018-06-05